Getting Lost in the Supermarket

“Como é isto produzido? Que tipo de material é este? Como é que os vários componentes se encaixam? Como se faz a rotação desta peça?”. Todas estas perguntas são normais num processo de design industrial.

Se desenhamos produtos temos de saber como estes serão produzidos, em que materiais e como será o seu comportamento numa linha de produção. Isto é um facto. Mas com tantos materiais distintos, com tantos processos de fabrico diferentes, com tantas soluções técnicas possíveis, a curva de aprendizagem sobre esta matéria é enorme e morosa.

Assim, onde encontramos informação útil sobre estas questões? 

Os livros ajudam assim como os vídeos, falar com especialistas é fundamental e as visitas a fábricas são indispensáveis. Mas não há melhor maneira de perceber como é que um produto é feito do que pela engenharia inversa que podemos fazer com os nossos olhos e mãos a produtos existentes. O conhecimento que adquirimos ao analisar um produto físico é imenso.

lost_in_the_supermarket_1

Na INNGAGE temos um hábito a que gostamos de chamar ferramenta: “lost in the supermarket”. É a atitude de ir para a rua, ver, mexer, cheirar e testar, todos os produtos que estejam próximos daquilo em que estamos a trabalhar. Vão surgir pistas sobre materiais, encaixes, processos de produção, moldes, entre outros. Ao cruzar a informação com o produto que estamos a desenvolver acabamos com uma solução mais sólida e exequível. O que tem uma saboneteira a ver com uma capa para iPad? Talvez nada ou provavelmente tudo!

lost_in_the_supermarket_2

É fantástico o que se aprende ao analisar uma caixa em plástico, ao desmontar um brinquedo ou ao abrir um despertador. É por isso que não é estranho encontrar na INNGAGE jogos de batalha naval, caixas de ovos em plástico, formas de silicone, e outros. Não significa que estejamos a desenhar qualquer um destes produtos, significa que estamos a aprender bastante com eles.

Fica o conselho: defina um budget mensal (por exemplo 20€), diriga-se a um supermercado e compre o máximo de produtos que consiga, apostando na variedade (plásticos, madeira, silicone, electrónicos, etc). Abra-os, analise-os, aprenda e guarde-os para consulta futura.

lost_in_the_supermarket_3

Bem-vindo ao “lost in the supermarket”!

“How is this produced? What kind of material is it? How do the several elements fit together? How does this piece rotate? “. All these questions are normal in the industrial design process.

If we design products we must know how they will be produced, in which materials and how will they behave within the production line. This is a fact. But with so many different materials, with so many different manufacturing processes, with so many possible technical solutions, the learning curve is huge and time-consuming.

So, where do we find useful information on this?

Books help and so do videos, talking to experts and visiting factories also. But there is no better way to understand how a product is made than the reverse engineering that we can do with our eyes and hands to existing products. The knowledge we gain by analyzing a physical product is huge.

At INNGAGE we have a routine that we like to call a tool: “lost in the supermarket”. It’s the attitude of going outside, see, touch, smell and test, all products that are close to what we are working on, and that may give us clues on materials, fittings, production processes, moulds, and so on. When crossing the information with the product we are working on, we end up with a more solid and feasible solution. What does a soap dish has to do with an iPad cover? Perhaps nothing or probably everything!

It’s amazing what you learn by analyzing a plastic box, by dismantling a toy or by opening an alarm clock. That is why it is not strange to find at INNGAGE naval battle games, plastic egg boxes, silicone pans, and others. It doesn’t mean we are designing any of these products, it means that we are learning a lot from them.

Here’s the advice: Set a monthly budget (eg 20€), head over to a supermarket and buy as many products as you can, betting on the variety (plastics, wood, silicone, electronic, and so on). Open them, analyze them, learn and keep them for future reference.

Welcome to “lost in the supermarket”!

Advertisements